Portugal Top

Vale do Douro: perfeito para quem curte vinho e natureza

jun 22, 2023 Adriana Magalhães
Conte pros seus amigos
Share

Em maio de 2023, participei da meia maratona Douro Vinhateiro, autointitulada a “A mais bela corrida do mundo”. 

Fiquei achando que era uma propaganda possivelmente enganosa. Mas na hora da corrida, eu concordei. Não corri no mundo todo, mas certamente a região do Douro está entre as mais belas que já corri. Veja aqui como foi

Meia Maratona Douro Vinhateiro 2023

Meia Maratona Douro Vinhateiro 2023

Meia Maratona Douro Vinhateiro 2023

Os vinhos do Douro

O Douro é uma região bastante conhecida pelos vinhos. Na real, eu não vi nada além de vinhedos nos cinco dias que passei lá. Fica bem perto de Porto. Peso da Régua é uma das maiores cidades do Douro e fica a menos de 120km de Porto. Dá pra acessar facilmente de trem, carro, ônibus ou barco. 

O Douro é todo cortado pelo rio Douro, onde há embarcações turísticas de todo tipo e tamanho que fazem passeios de horas até uma semana. 

O vale do Douro é cercado por morros bem íngremes, o que faz com que viajar pelas estradas pequenas seja bem emocionante! Mas na pista que margeia o Douro (onde aconteceu a corrida), é mais tranquilo dirigir. 

Tomamos sempre muito vinho mas optamos por visitar apenas uma vinícola com horário marcado. Escolhemos a Quinta Senhora da Graça, uma vinícola familiar. Só estávamos eu e Bruno, fomos recebidos pelo Vasco, filho da dona e responsável pela produção de vinhos. Ele nos levou aos vinhedos e aos barris de armazenagem. Depois fomos para a sala da casa onde a mãe Luísa nos recebeu de forma muito calorosa e familiar. Ela tinha preparado um delicioso bacalhau, com entradas e sobremesas, onde pudemos degustar vários tipos de vinhos produzidos na Quinta. O Bruno comprou uma caixa de vinhos que já acabou até o fim da viagem. O almoço com passeio e degustação saiu por 50 euros cada.

Achei que valeu muito mais a pena fazer essa visita familiar do que aquelas imensas de vinícolas famosas.

Quinta Senhora da Graça - Douro - Portugal

Quinta Senhora da Graça - Douro - Portugal

Almoço na Quinta Senhora da Graça - Douro - Portugal

Mirantes do Douro

Esses morros do Douro levam a mirantes espetaculares, com vistas de tirar o fôlego. Nós tivemos uma experiência bem engraçada. Estávamos visitando a cidade de Pinhão, uma gracinha às margens do Douro, e decidimos ver o miradouro Casal de Loivos. O GPS nos mandou por um caminho inacreditável: entramos numa vinícola e fomos fazendo de carro o caminho que os tratores fazem para colher a uva. A gente subia subia subia, e o caminho ia ficando mais difícil. Como o Bruno é brasileiro e não desiste nunca, continuou subindo com nosso carrinho, até um ponto que não dava mais. Deixamos o carro, começamos a subir a pé (isso no meio da vinícola, ok?). Cruzamos com umas pessoas que estavam vindo do miradouro a pé. Vimos de longe que passavam carros no miradouro. Resolvemos voltar pro carro, descemos tudo de novo e pegamos o caminho normal para carros.

Valeu a pena demais: o miradouro é lindo e ainda tem a Quinta do Jalloto lá do lado, uma vinícola que serve vinhos e petiscos com a vista mais linda do mundo. Ficamos conversando com o dono e eu tomei um vinho branco delicioso!!!

Cidade de Pinhão, no Douro

Miradouro Casal de Loivos - Douro

Quinta do Jalloto - Douro

Quinta do Jalloto - Douro

Mas em todos os lugares topávamos com um mirante maravilhoso, meio que sem querer. Olha esses aí.

Miradouro no Douro

Miradouro no Douro

Cidades no Douro

Uma cidade que amei no Douro foi Lamego. Cidade antiquíssima, datando do tempo dos romanos. Tem uma praça enorme e agradabilíssima, onde estava tendo uma feira de cerejas, coisa que adoro. Comprei uma caixa enorme com cerejas enormes por 5 euros, se fosse aqui custava uns 150 reais.

Cerejas em Lamego

Cerejas em Lamego

No fim dessa praça começa a imensa e linda escadaria para o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios. São mais de 600 degraus e eu iria correr 21km no dia seguinte. Pergunta se eu subi… Claro que não. Mas dá pra chegar lá em cima de carro, passando por um lindo parque, subindo subindo subindo, e a vista lá de cima é esplêndida. Estavam se preparando para um casamento lá, as pessoas chiquérrimas e dentro da igreja faziam ensaios maravilhosos de música barroca. 

Em Lamego também tem um castelo que infelizmente não conseguimos visitar. 

Lamego

Lamego

 

O nosso ponto de apoio era Peso da Régua, bem na margem do Douro. Já é uma cidade mais moderna, com uma beira lago bem agradável. Foi lá a chegada da meia maratona, a cidade ficou lotada!

 

Onde se hospedar no Douro

Na primeira parte da viagem, durante o período da corrida, nós ficamos hospedados numa vinícola perto de Peso da Régua, a Quinta do Casaldronho. As estradas para subir eram bem íngremes, mas nos acostumamos rapidamente. A vista era maravilhosa! Tinha piscina, mas não usamos pois o tempo estava um pouco frio. Os vinhos de lá são muito bons. Dá pra fazer passeios na quinta. Nos deram um super mega blaster quarto que era enorme e muito confortável. Tem até uma capelinha na Quinta. 

Depois, mudamos para o outro lado do Douro, na Quinta da Granja.  A atenção dos donos, o casal dona Mimi e Miguel, foi o diferencial. Estavam sempre junto para nos oferecer um café da manhã maravilhoso (feito por ela), com iogurte caseiro, bolos feitos por ela, waffle e panqueca (que amooooo), frutas frescas. Que delícia! O seu Miguel era uma simpatia ao nos dar dicas de viagem e reservar restaurantes para nós.  

O alojamento é uma casa muito moderna, dentro de uma vinícola. Era usada pela família, mas quando as filhas saíram de casa, transformaram 4 suítes em um alojamento familiar. Tinha uma  piscina também, que não usamos. Tudo de muito bom gosto, tudo muito bonito e com aquele jeito de casa! E com um preço muito bom também. 

Café da manhã delicioso na Quinta da Granja - Douro Café da manhã delicioso na Quinta da Granja - Douro

Vista da Quinta da Granja - Douro

Quinta da Granja - Douro

 

Fundação Eça de Queiroz

Programamos um  passeio à fundação Eça de Queiroz, que fica perto da Quinta da Granja, já no nosso caminho para Porto, quando fomos embora. Chegamos, andamos por lá, a casa estava aberta, uma placa indicava visita para aquele horário, porém só eu e Bruno. Passamos uns 15 minutos e não apareceu ninguém. Ficamos passeando pelo jardim do Eça e fomos embora. Uma pena.

Sabia que em Portugal também rola festa junina? Não?!!! Então clica aqui pra conferir as festas juninas portuguesas.

Conte pros seus amigos
Share