Dicas dos Convidados dicas gerais

Bernabéu, Chelsea, Bombonera: incluindo o futebol nos roteiros de viagem

fev 06, 2017 Adriana Magalhães
Conte pros seus amigos
Share

O autor deste post, Bruno Lourenço, no estádio do Chelsea, em LondresEu reconheço que já fui a alguns estádios de futebol mundo afora. Assisti a TODOS os jogos da Copa do Mundo que aconteceram em Brasília. Me encanto com o BOM futebol. Mas se não fosse pelo meu marido Bruno, jamais teria pensado em pisar num estádio de futebol em minhas viagens. Por isso, é o especialista Bruno Lourenço quem assina esse post. Ele vai contar a apaixonada e apaixonante experiência de incluir o futebol nos roteiros de viagem.


Assistindo às estrelas do Chelsea logo depois da Copa do Mundo

13 de julho de 2014. Fim da Copa do Mundo no Brasil. Como superar a depressão de não poder mais assistir aqui pertinho jogadores como Courtois, Oscar, Willian, Hazard, Drogba, Ramires, Schürrle, Fábregas, Diego Costa e John Terry? Bem, como estava com viagem marcada para Londres no mês seguinte, o jeito foi comprar a entrada para o time que reunia essa constelação: o Chelsea.

Jogo no estádio do Chelsea

O ingresso para o jogo do Chelsea foi comprado na internet. Como minha esposa Dri, autora deste blog, disse que também queria ir, procurei um bilhete que desse um pouco mais de conforto. Só um pouquinho, ou a brincadeira sairia muito cara.

Chegando em Stamford Bridge, o estádio do Chelsea

Por exemplo, paguei 42 libras pelo ingresso na West Stand Drake Suite. O local tem cadeiras acolchoadas e acesso privativo a um bar acarpetado, com copos de vidro para tomar os drinks, petiscos e banheiros exclusivos. Achou muito? Pois saiba que há pacotes que incluem refeições e vinho ou cerveja até uma hora após o apito final. Quer mais? Champanhe e canapés na chegada? Bebida à vontade, brindes, visita ao museu? Camarote, entrar em campo com um ex-jogador, ficar li pertinho do banco de reservas? Tem tudo isso. Mas os preços vão de 150 a 895 libras.

O meu ingresso saiu mais em conta porque era um amistoso pré-temporada que acabou com vitória do Chelsea sobre o Real Sociedad, da Espanha, por 2×0, gols do estreante e brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa.

Brazucas no estádio do Chelsea

Como chegar ao estádio do Chelsea?

Vale registrar também que chegar no estádio é fácil – tem metrô, gente informando o que fazer e a região é muito simpática. A saída é mais complicada, então optamos por entrar em um restaurante no bairro e esperar a multidão tomar os trens. 

É fácil comprar ingressos para jogos europeus pela internet?

Comprar ingressos para jogos oficiais é caro e difícil, apesar da comodidade da internet. Se você tem uma viagem programada e quer assistir aos melhores jogadores do mundo em ação, é bom se preparar com antecedência. Os grandes clubes vendem praticamente todos os ingressos da temporada por meio de carnês pagos pelos sócios.

Em tese se um sócio não puder ir ao evento ele deve devolver o bilhete para o clube, que fará a revenda. Mas na prática é possível encontrar torcedores vendendo tickets na entrada dos estádios.

Santiago Bernabéu, a casa do Real Madrid

Foi assim que em 2004 eu assisti a um Real Madrid x Celta, pelo campeonato espanhol. Era o período dos chamados Galácticos (Ronaldo, Zidane, Figo, Roberto Carlos, Beckham, entre outros :0, então não havia ingressos disponíveis.

Real Madrid 4x2 Celta, no Santiago Bernabeu

Na porta do Santiago Bernabéu (esse é o nome do estádio do Real, que sediou inclusive a final da copa que deveria ter sido nossa, a de 1982) conversei com um senhor* que dizia estar vendendo porque não poderia ir etc etc. Enfim, o preço de face era algo em torno de 20 euros e paguei 60. Considerando que alguns dias depois haveria jogo da Champions League contra o Bayern de Munique e o mais barato que encontrei foi de 400 euros, acabei levando.

E foi muito legal. Afinal, não é todo dia que você vê dois gols de Zidane (melhor jogador do mundo em 98, 2000 e 2003), um de Figo (melhor do mundo em 2001) e outro de Ronaldo (melhor do mundo em 96, 97 e 2002). Pra mim foi uma experiência incrível também porque foi a primeira vez que vi calefação em um estádio de futebol. Ainda bem, pois era fevereiro e estava muito frio.

A emoção dos jogos na América do Sul

Aliás, jogo na Europa é uma coisa. Aqui na América do Sul, é algo completamente distinto, para o bem e para o mal. A gente assiste na TV jogo do campeonato inglês e vê aquela torcida cantando o tempo inteiro, certo? Mas, acredite, lá no estádio não é bem assim.

O estádio é cheio, é verdade, mas não há a paixão sul-americana. Apenas uma parcela canta e a televisão deve dar “um ganho” para ficar bacana na telinha. Na verdade, quase todos ficam sentadinhos, xingando “educadamente” os jogadores, comemorando os gols. Vem o intervalo, se retiram para ir ao banheiro e comprar uma cerveja. Repetem o ritual ao final do jogo. Em questão de minutos os estádios se enchem e se esvaziam.

É claro que em algumas partidas não deve ser assim, mas duvido que se iguale a um jogo do Boca Juniors, por exemplo.

Assistindo a Maradona e Caniggia  em ação na mítica Bombonera

O hoje presidente da Argentina, Mauricio Macri, em 1996 era apenas o presidente do Boca
Maradona sai do BocaEm 1996 estava por acaso em Buenos Aires e acabei vendo uma das últimas partidas oficiais de Maradona e de Claudio Caniggia, carrascos do Brasil em 1990, pelo Boca Juniors, no mítico estádio da Bombonera. A Dri, daquela vez, não quis ir.

Estava acompanhado de um amigo, o Glauco, e nossas camisas do Flamengo acabaram servindo de um salvo conduto entre os barra bravas boquistas. Uma confusão para entrar no estádio, outra para sair, mas a fama rubro-negra nos protegeu. Lá dentro, no entanto, o espetáculo foi inesquecível. 

O Boca perdeu para o Estudiantes de La Plata por 2×1 mas a torcida fez barulho o TEMPO inteiro. E era TODA a torcida. O estádio tremia e eu ficava pensando se a estrutura iria aguentar. Grande parte dela, aliás, assiste aos jogos de costas para o gramado, comandando o show das arquibancadas. No dia seguinte ao jogo, Maradona foi para a Suíça, em mais um capítulo de sua luta contra as drogas que ganhou as manchetes no mundo.Vocês repararam que não tem foto desse jogo? Impossível levar máquina para o estádio. 

Estadio Hernando Siles, em La Paz
Eliminatórias da Copa em La Paz


Ainda com o Glauco vi na altitude de La Paz um empate de 0x0 entre Bolívia e Peru, pelas eliminatórias da Copa de 98. Foi minha segunda vez no estádio Hernando Siles, a outra tinha sido em 94, para um jogo entre dois times bolivianos. E desde então nunca mais reclamei de atleta brasileiro se queixando de jogar 3.600 metros de altitude e de como a bola fica incontrolável, tanto para artilheiros quanto para goleiros.

Bolívia 0x0 Peru - Estádio Hernando Siles, em La Paz

Colo Colo em Santiago

Colo Colo 5x0 Osorno - Estádio Monumental em SantiagoJá em Santiago assisti com outro amigo, o Julio, a uma vitória por 5×0 do Colo Colo diante do Osorno, no estádio Monumental, emoldurado pela Cordilheira dos Andes. A vista é linda, mas chegar lá nem tanto, já que o bairro não era dos melhores e nosso ônibus foi alvo de inúmeras pedradas… Tivemos sorte, não nos ferimos e dos 5 gols, dois foram do brasileiro, famoso por lá, Toninho.

Estadio Monumental, Santiago - Destaque para a Cordilheira dos Andes, ao fundo
Goleó Colo Colo

Importante frisar que em nenhuma dessas viagens o objetivo final era assistir a uma partida de futebol. Foi sempre um extra que agregou, e muito, valor ao passeio. Então, antes de viajar, dê uma olhadinha nos jogos que poderão encaixar na sua programação**. Dependendo do caso, pode se tornar, inclusive, a maior lembrança da viagem.

Dicas

*Lembre-se, entretanto, que comprar ingressos de cambistas ou de sócios requer confiança no vendedor e atenção com policiais.

** Em 2006 fui pra Disney e aproveitei para ir a um jogo da NBA em Orlando. Encaixo esse passeio não na categoria evento esportivo, mas show. Recomendo DEMAIS, cerveja boa, atrações no intervalo, boas jogadas, mas para mim é tudo muito artificial, muito “guiado”. Os meninos, entretanto, ADORARAM!!! Até minha sobrinha que foi para curtir as cheerleaders…

*** Fiquem ligados que em breve vamos falar dos passeios turísticos que já fizemos em vários estádios, como o Azteca, na Cidade do México, o Camp Nou, em Barcelona, e o La Bombonera, em Buenos Aires.

Veja também


Você gosta do nosso blog? Então lembre-se de clicar nesses banners quando precisar reservar hotel ou alugar carro. Não custa nada pra você é para o blog já é uma grande ajuda!

Booking.com

banner-horizontal-ebook-7passos

Conte pros seus amigos
Share