Holanda

Eu passei o Dia do Rei na Holanda

maio 26, 2017 Adriana Magalhães
Conte pros seus amigos
Share

Dia do Rei… Já ouviu falar nisso? Então comece pensando em algo laranja. Beeeem laranja.
Pense numa animação numa cidade linda. Tipo um carnaval laranja, em que os trios elétricos são substituídos pelos barcos nos belos canais.

 

Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam
Isso aí é o Dia do Rei em Amsterdam. E, quando fomos planejar uma viagem com mais 17 amigos (isso mesmo, conseguimos essa façanha), escolhemos a dedo a época: queríamos ver o parque das tulipas na Holanda (veja aqui o post) e queríamos curtir o Dia do Rei, que acontece no dia 27 de abril.

Mas o que é o Dia do Rei?

No Dia do Rei comemora-se o aniversário do rei (ou rainha, se for o caso), então é uma data móvel. Em 2017, estávamos comemorando o aniversário do simpático rei Willem-Alexander, que completou 50 anos. Mas se a data cair num domingo, eles comemoram no dia anterior.
Achei massa que, ao invés daqueles tradicionais desfiles, a galera da Holanda comemore o Dia do Rei, sua data nacional, no melhor estilo carnavalesco, com a galera nas ruas e nos barcos nos canais curtindo TUDO o que podem…

Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam

Todo mundo de laranja!!!

Saímos do hotel ao meio-dia, mas antes caprichamos no visual. Eu e algumas amigas já tínhamos feito uma fantasia laranja ainda no Brasil. Mas se você não fizer isso antes, não se preocupe: na semana que antecede o Dia do Rei há uma quantidade inacreditável de badulaques laranjas sendo vendidos por ambulantes nas ruas e nas grandes lojas.

Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam

Quando a gente desce na rua, já vê a proporção do que é a festa. Nesse ano de 2017, fazia MUITO frio no Dia do Rei, uns 3 graus, o que prejudicou um pouco as fantasias. Mas 90% das pessoas tinham algum elemento laranja no corpo, inclusive algumas fantasias muito legais e criativas!!!

O Dia do Rei também é um momento em que os moradores montam barraquinhas e vendem coisas que não usam mais. Achei bonitinho que várias barraquinhas eram comandadas por crianças, felizes em sua nova função.

Muita bebida e música pelas ruas e canais

Normalmente, nos dias comuns não é permitido sair bebendo nas ruas na Holanda. Mas no Dia do Rei, tá tudo liberado na rua (o álcool, fique claro, a maconha ainda ficou restrita aos coffee shops, pelo menos não vi ninguém fumando nas ruas).

Então tem barraquinhas de Heineken e outras bebidas espalhadas por todo lugar. Tem barraquinhas de comida também (porque ninguém é de ferro). Saímos andando a esmo, sem nenhum planejamento prévio. Em cada praça, havia um palco com DJs tocando música eletrônica (era basicamente SÓ eletrônica), vimos também um palco com Drag Queens que fez o maior sucesso.

Drag Queen no Dia do Rei em Amsterdam Drag Queen no Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam Dia do Rei em Amsterdam

A gente parava, dançava e bebia num desses palcos, ficávamos lá um tempo e saíamos andando para outro lugar.

Todo mundo rindo, dançando e se divertindo. Muitas pessoas pediam para tirar fotos conosco (acho que nossas fantasias fizeram sucesso). O legal é que com tanta bebilança nas ruas, não vi nenhum problema, não vi brigas nem nada parecido.

Mictórios públicos

Os homens fazem xixi nuns mictórios abertos espalhados em todo lugar, sem nenhum constrangimento.
Para as mulheres, era um pouco mais complicado ir ao banheiro. Mas a maioria dos bares e pubs estavam cobrando um preço pela utilização do banheiro, valor que variava de cinquenta centavos a 2 euros, então era o que tínhamos à nossa disposição.

Engarrafamento de pessoas e barcos nos canais

No início da tarde, os barcos nos canais estavam tímidos, mas durante o dia o engarrafamento de pessoas e barcos ficou inacreditável. A maioria era de grupos de jovens, com um DJ tocando música eletrônica (de novo a música eletrônica) e os barcos seguiam ABARROTADOS. Sério, não sei como aquela galera bêbada não caía no canal gelado, porque os barcos batiam toda hora uns nos outros. E era impossível não bater.

Os barcos andam todos no mesmo sentido, e a nossa diversão era ficar em cima de uma ponte só olhando o que rolava dentro de cada um.

Barcos engarrafados nos canais de Amsterdam, no Dia do Rei Barcos engarrafados nos canais de Amsterdam, no Dia do Rei Barcos engarrafados nos canais de Amsterdam, no Dia do Rei Barcos engarrafados nos canais de Amsterdam, no Dia do Rei

No fim do dia, 8 horas da noite, ainda estava claro mas era a data para acabar a festa. A polícia naval ia abordando os barcos e mandando ancorarem. A bagunça lá não é igual aqui não, tem hora para acabar.

No final do dia, depois de passar 8 horas curtindo o Dia do Rei ao ar livre naquele frio inacreditável, eu já estava MUITO CANSADA. Meu marido tem um aplicativo que conta quantos kms andamos num dia, e naquele dia andamos 11km. Fiquei arrasada no fim do dia de cansaço, mas certamente CURTI MUITO esse carnaval laranja dos holandeses. Se eu pudesse, voltaria todo ano!

Dia do Rei em Amsterdam

Dia do Rei em Amsterdam


Você gosta do nosso blog? Então lembre-se de clicar nesses banners quando precisar reservar hotel ou alugar carro. Aliás, já coloca nos seus favoritos!!!

Booking do blog Atravessar Fronteiras

Não custa nada pra você é para o blog já é uma grande ajuda!

Booking.com

banner-horizontal-ebook-7passos

Conte pros seus amigos
Share