Palácio Rio Branco
Acre Videos

Sim, o Acre existe! E você deveria conhecer

out 28, 2016 Adriana Magalhães
Conte pros seus amigos
Share

Quando eu contava para as pessoas que ia visitar o Acre, a maioria delas falava assim: “Ué! e o Acre existe?”.

Gente, claro que o Acre existe e eu já sabia disso há muito tempo. É um estado maravilhoso na região Amazônica com uma cultura riquíssima e uma culinária deliciosa. Veja abaixo o vídeo que fiz sobre essa linda viagem.

 

Eu tenho uma ligação de sangue com o Acre, meu avô foi governador lá nos anos 50, minha mãe sempre conta memórias de Rio Branco, então ver ao vivo o Palácio Rio Branco e outros pontos turísticos teve um gostinho especial para mim.

Passarela Joaquim Macedo, em Rio Branco Calçadão em frente ao Mercado Velho, em Rio Branco

Turismo de graça no Acre

Todos os pontos turísticos que visitei em Rio Branco são gratuitos. Ponto positivo para os acreanos. Outro ponto positivo é que está tudo bem cuidado, as informações bem organizadas. Aliás, estive em Rio Branco há uns 20 anos a trabalho e a mudança que vi na cidade é INDESCRITÍVEL. Antes era uma cidade descuidada, desleixada até. Hoje, ciclovias espalhadas por todo canto, parques, monumentos preservados, atrações de frente para o Rio Acre (antes a cidade ficava de costas para o rio, você acredita?).

Parque Chico Mendes

Parque Chico Mendes, em Rio BrancoO Parque Chico Mendes fica na Vila Acre, a uns 10 minutos do centro de Rio Branco. Fica bem próximo à casa de minha amiga Juliana, onde fiquei hospedada, então fomos a pé. Um calor indescritível ao caminhar os 400 metros que separam a casa da Ju do Parque Chico Mendes, às 11h da manhã. Meu filho Léo, que não estava acostumado com o calor e a umidade, passou mal.

Então fica aqui um conselho: no Acre, aproveite para passear no início da manhã ou no fim da tarde. O meio do dia é sabiamente dedicado à morgação, porque não dá para fazer mais nada.

O parque, inaugurado em 1996, é mais uma das reverências a Chico Mendes, o ambientalista acreano mais famoso mundialmente. A entrada é gratuita, e logo no início, passamos por um memorial Chico Mendes, que conta a história dele. E ali fui apresentada pela primeira vez a uma seringueira. Quem vai ao Acre e não viu uma seringueira, não foi ao Acre.

Conhecendo uma seringueira no Parque Chico Mendes

O parque tem um minizoo com animais como onças, macacos cobras e jaguatiricas. Trilhas arborizadas, parquinho e áreas para piquenique. Tudo bem sinalizado e conservado. 

Minizoo no Parque Chico Mendes

Palácio Rio Branco

É imponente o Palácio Rio Branco e suas escadarias externas no meio da cidade. Ele foi construído na década de 1930 e tem estilo neoclássico. Minha mãe sempre conta histórias da década de 50 ali, onde passava férias, então esse palácio sempre morou no meu imaginário.

Turistando no Palácio Rio Branco, no Acre Léo e Marina, conhecendo o museu do Palácio Rio Branco, no Acre

Funcionárias simpáticas nos receberam na porta do Palácio para fazer a visita guiada – gratuita e sem necessidade de marcar horário uhuuuu! O ar condicionado tinha acabado de ser consertado, uhuuuu!

O primeiro andar do Palácio é dedicado a um moderno e bem organizado museu que mostra a colonização do Acre, suas peculiaridades pre-históricas e sua história recente. Você sabia que o Acre só virou Brasil no início do século XX?  Até 1903 o Acre pertencia à Bolívia, e sua anexação ao Brasil ocorre depois de muita tensão entre os dois países, na Revolução Acreana.

No segundo andar, os móveis preservados da década de 1950, onde até hoje o governador recebe autoridades para eventos de gala. No segundo andar, não pode tirar foto, uma pena!

Horário de Visitação: 3ª a 6ª feira das 8h às 18h, Sábados, Domingos e Feriados: 16h às 21h.
Localização: Avenida Getúlio Vargas, Praça Eurico Gaspar Dutra, Centro.
Telefone: + 55 (68) 3223-9340

Novo Mercado Velho

Saindo do Palácio e caminhando em direção ao Rio Acre, chegamos ao Novo Mercado Velho. O mercado da cidade, que é de 1929, foi restaurado e está uma gracinha. Ele é bem pequeno e reúne lojinhas de artesanato e restaurantes. Fica bem em frente ao Rio Acre e à cinematográfica passarela de pedestres, a passarela Joaquim Macedo.

Novo Mercado Velho, em Rio BrancoPassarela Joaquim Macedo, em Rio Branco

À noitinha, um programa ótimo é curtir a feirinha de delícias em frente ao mercado, onde você encontra Tacacá, Pato no Tucupi e outras comidas típicas. Sente numa mesa em frente ao rio e peça o chope sujo, que é chope, com suco de limão e borda de sal. Uma delícia refrescante!

Ju, Pat e eu tomando chope sujo em frente ao Mercado Velho, em Rio Branco

Horário de Funcionamento: Domingo a Domingo das 6h às 18h.

Calçadão da Gameleira

Do outro lado do Rio, com casario revitalizado ao fundo, fica o calçadão da gameleira. Emoldurado por essas frondosas árvores, o calçadão também é uma delícia para um passeio no fim da tarde. Uma enorme bandeira do Acre compõe a decoração do lugar.

Calçadão da Gameleira, Rio Branco Eu e Léo no Calçadão da Gameleira, Rio Branco

Parque Capitão Ciríaco

Se você quer ver muitas seringueiras (400, na verdade), num ambiente com construções históricas de palafitas bem conservadas, vá até o Parque Capitão Ciríaco, em Rio Branco.

O local pertenceu ao Capitão Ciríaco Joaquim de Almeida, um dos integrantes da Revolução Acreana. É um verdadeiro museu a céu aberto. O local tem um seringueiro que extrai o látex das seringueiras diariamente e faz defumação para os turistas.

Parque Capitão Ciríaco, em Rio Branco

Horário de Visitação: Todos os dias, das 8h às 18h.
Localização: Rod. AC 01, Segundo Distrito.
Telefone: + 55 (68) 3224-0899/3224-1492.

Para conhecer outros pontos turísticos do Acre, acesse aqui

Como chegar no acre

Um dos maiores problemas do turismo no Acre é que os voos que chegam e saem de lá são todos noturnos. Todos os voos de Rio Branco passam por Brasília (até mesmo aqueles que vão para a vizinha Manaus) ou fazem escala em Porto Velho. Tem uns que vão para o interior do estado. Sempre foi uma reivindicação dos vários governos flexibilizar a malha aérea (e consequentemente os preços, que são salgadíssimos).

Rio Branco fica a 1000 km de Cuzco no Peru, e o governo peruano incentiva o turismo a partir do Acre para essa e outras atrações do país. Em 16 horas, dá para chegar à capital do império Inca partindo de Rio Branco de carro. Bem que um voo internacional entre Rio Branco e Cuzco ou Lima viria bem a calhar, né?

Veja também


 

Você gosta do nosso blog? Então lembre-se de clicar nesses banners quando precisar reservar hotel ou fazer alguma compra online. Não custa nada pra você é para o blog já é uma grande ajuda!

Você pode colocar esse link do booking no seus favoritos


Booking.com




 

banner-horizontal-ebook-7passos

Conte pros seus amigos
Share