Conte pros seus amigos
Share

Um blog de viagens geralmente mostra histórias felizes. Mas esses tristes atentados terroristas que estão acontecendo em Paris me trouxeram à memória as imagens de um atentado terrorista que eu vivi há 11 anos atrás, em Madri.

Era manhã do dia 11 de março de 2004. Eu estava grávida do meu primeiro filho, o Arthur, e eu e meu marido Bruno passávamos uma temporada na Europa. Naquele dia, estávamos na casa do irmão dele, em Getafe, arredores de Madri. Tínhamos um trem para pegar às 8h da manhã na estação de Atocha, no centro de Madri, para irmos a Sevilla.

Como eu estava grávida, andava devagar. Perdemos um dos trens que ia de Getafe para Atocha. Pegamos o trem seguinte e seguimos para Atocha, sabendo que o tempo seria curto para conseguirmos pegar o trem para Sevilla. Quando estávamos chegando a uns 800 m de Atocha, nosso trem foi parando… Eu ainda disse pro Bruno que não íamos conseguir pegar o trem. De repente, na nossa frente, aparece um trem totalmente explodido.

o trem tinha acabado de explodir nos atentados de Madri

O teto estava aberto. O trem havia explodido há poucos minutos. As pessoas saindo ensaguentadas, com as pernas nuas porque as calças tinham desintegrado. Ficamos olhando aquela cena pelas janelas de nosso trem, parecia um filme, não parecia que estávamos mesmo vendo aquilo. No nosso trem, as pessoas começavam a falar no celular e falar “buemba”, “buemba”.

Gente, viver tudo aquilo não faz as pessoas saírem correndo gritando. A gente fica em estado de choque, eu simplesmente não conseguia entender que aquilo estava realmente acontecendo. Ficamos uns 15 minutos vendo os feridos saindo do trem na nossa frente. Ninguém deixava o nosso trem abrir as portas. De repente, as portas foram abertas. A metade das pessoas que estavam no meu trem saiu imediatamente. Eu não. Fiquei com medo de haver bombas nos trilhos, e teríamos que passar bem em frente ao trem que acabara de explodir.

Depois de um tempo, vem uPessoas saem do trem do atentado terrorista de Madrim funcionário da estação e nos mandou sair. Eu e Bruno passamos em frente às pessoas sendo socorridas. Muito sangue. Mas não ouvi gritos. Muita gente parou para ajudar. Mas a gente estava em choque. Eu grávida. Seguimos atravessando os trilhos e fomos para a rua.

Entramos num café, estava um dia muito frio. Só havia o barulho de centenas de sirenes de polícia e bombeiros. As pessoas em estado de choque na rua. Bruno conseguiu ligar para o irmão para tranquilizá-lo, dizer que estávamos bem. Todos os trens e metrôs foram interrompidos. A nossa próxima etapa era tentar voltar para a casa do meu cunhado. Andamos até o centro de Madri e conseguimos pegar o último ônibus que saiu para Getafe.

Atentado terrorista próximo à estação de Atocha, em Madri

Chegamos em Getafe e eu ainda tinha um estômago embrulhado. Mas não conseguia chorar. Só no fim da tarde, quando levamos nosso sobrinho para brincar no parquinho, pensei em tudo. Naquele trem ao lado do meu morreram cerca de 30 pessoas. Que não tinham nada a ver com Iraque, guerra, ou o que quer que seja. Era 7h45 da manhã, a galera estava indo trabalhar. Morreram 198 pessoas nos atentados de Madri. Os terroristas fizeram essas mortes porque o governo espanhol tinha mandado tropas para atacar o Iraque. Que coisa estúpida a natureza humana. Que coisa sem sentido. Chorei muito nesse parquinho pensando em tanta gente que perdeu pessoas queridas por causa de uma estupidez daquelas. E poderia ser eu e Bruno.

Depois desses atentados, varias lições ficaram pra mim. A maior foi que continuassemos vivendo nossa vida, de uma forma cada vez melhor, para merecer a oportunidade de estarmos vivos. Para os 198 mortos, Deus tinha outro proposito, apesar de não entendermos. Eles tinham alguns SEs: vários correram para conseguir entrar no trem que acabou explodindo, Vários sentaram no local exato da explosão…
Entao eh isso: fazer o bem, a nos e aos outros, e aproveitar a oportunidade que Deus nos dá todos os dias. Porque naquele dia ficou claro que eh uma linha tenue que separa esses SEs.

Hoje rezo pelas dezenas de vítimas no maior atentado terrorista que já aconteceu em Paris. Triste demais. Que Deus conforte aquelas famílias…


Você gosta do nosso blog? Então lembre-se de nós quando precisar reservar hotel ou alugar carro. Afinal de contas, um blog independente não tem outra fonte de renda. Pra ser mais legal ainda, coloque os links abaixo nos seus favoritos. Compartilhe, divulgue!
Não custa nada pra você é para o blog já é uma grande ajuda! Nós ficamos agradecidos!!!


Booking.com

banner-horizontal-ebook-7passos

Conte pros seus amigos
Share