Moai na Ilha de Páscoa
chile

Ilha de Páscoa, parte III

ago 15, 2012 Adriana Magalhães
Conte pros seus amigos
Share

Eu e o Moai, Ilha de Páscoa
Eu já falei aqui e aqui sobre o primeiro dia na Ilha de Páscoa.
No segundo dia, saímos decididos a continuar uma superaventura com os meninos. Então fomos em direção às grutas (cuevas, em espanhol, ou anas, em Rapa Nui). No caminho, claro, nos deparamos com mais moais, os de Ahu Akivi, que não estão bem em frente ao mar, mas, são muito lindos.

 

Depois de seguir por um caminho que maltratou o nosso jipinho, chegamos a um descampado em frente ao lindo, azul, esplendoroso mar da ilha de Páscoa. Seguindo nosso livro, que era meu guia, eu sabia que ali estavam algumas grutas. E achamos elas no chão, os meninos rapidamente se precipitaram para entrar, não tiveram medo nenhum de se tornar aventureiros como Indiana Jones.


IMG_1109[10]

 

Ilha de Páscoa, o azul infinito do Pacífico

Numa das grutas, um grupo grande de ossada de animais ainda deixou a atmosfera mais parecida com um filme de aventura. Na época dos Rapa Nui elas eram habitações, tanto temporárias como permanentes.

Continuamos nosso caminho e chegamos à entrada de Ana Kakenga. Como eu e Bruno não lembramos de levar a lanterna que a dona da pousada nos tinha oferecido, só tínhamos a lanterna dos celulares. E essa gruta, dizia o livro, começava bem apertada mas em pouco tempo de escuridão, se abria em duas grandes “janelas” para o mar, em buracos na falésia. Quem não ia querer se aventurar?

Meninos felizes explorando uma gruta na Ilha de Páscoa

Como estávamos sozinhos, sem guia, ficamos um pouco receosos de continuar, já que a entrada era realmente muito escura e apertada. Mas chegaram alguns turistas com guias, além de crianças, e foram entrando, então decidimos ir também. Os meninos não queriam a princípio, mas consegui convencê-los a entrar na aventura. Depois de alguns metros de escuridão, a recompensa: as janelas abertas para o mar. Valeu demais, meus aventureiros mirins!

Depois de toda essa aventura, seguimos para as praias da Ilha de Páscoa. Anakena é uma praia com moais (eles estão por toda a parte), areia branquinha, mas a água estava gelada. Os meninos nem piscaram e colocaram a sunga para entrar no mar. Eu não quis nem tirar o casaco, ainda mais porque ventava muito e uma chuva estava se armando. Fiquei na areia olhando eles se divertirem e tomando a cerveja artesanal local Ma-hina.

Praia de Anakena, na Ilha de Páscoa

Frio na praia de Anakena, Ilha de PáscoaA praia de Anakena é um dos poucos locais da Ilha que tem alguma estrutura para comida fora da vila de Hanga Roa. Quando a chuva começou, corremos para nos abrigar numa barraquinha na grama. Lá, o Bruno já tinha encomendado batatas fritas e espetinho de atum! Que delícia! O que não estava delícia era o frio, com a chuva, que castigava. Vestimos rapidamente os meninos colocando neles todos os casacos possíveis! Essa é a praia indonésia da Ilha de Páscoa!

 

Conte pros seus amigos
Share