Peru

Olhos marejados em Machu Picchu

jun 23, 2012 Adriana Magalhães
Conte pros seus amigos
Share

mulher com ruínas de Machu Picchu ao fundoPegando o trem de Cuzco para Machu PicchuJá falei sobre tanta coisa aqui no blog e não fiz um post sobre um dos lugares que me fizeram chorar quando conheci: Machu Picchu.
Fui pra lá em 2001, numa viagem pela Bolívia e Peru com o Bruno. Já falei um pouquinho sobre Cuzco, que achei maravilhosa. O trem sai cedinho de Cuzco para Machu Picchu, tudo super organizado. O caminho até lá é lindo, no meio de vales com montanhas belíssimas cobertas de floresta virgem.

Lhama em Machu Picchu

Observando a magia de Machu Picchu

Chegando lá embaixo de Machu Picchu, pegamos um ônibus para subir os caracoles que param na entrada das ruínas. Quando chegamos lá em cima e eu pude presenciar a vista tradicional das ruínas, só me veio uma palavra à mente: ESPETACULAR. Meus olhos se umedeceram ao ver aquela maravilha.
Eu e Bruno passeamos um tempo entre uma ruína e outra, fugindo muitas vezes de dezenas de grupos de turistas acompanhados de seus guias. Eu e Bruno preferimos a tranquilidade de um passeio solitário à multidão seguindo guias, mesmo que percamos muita explicação nessa.

Depois de passearmos bastante pelas ruínas belíssimas, decidimos fazer a loucura: subir o Wayna Picchu, aquela montanha que sempre aparece nas fotos das ruínas, que tem 360 metros acima de Machu Picchu. A subida é cansativa, não vá esperando trilhas tranquilas, muitas vezes subimos quase verticalmente. É só observar uma foto da montanha pra ver que não tem nem espaço para trilhas.
Mas como quase tudo na vida, a dificuldade é diretamente proporcional ao prazer obtido ao chegar ao fim: aquela vista INCREÍBLE de Machu Picchu centenas de metros abaixo. Recomendo muito pra quem tem saúde e disposição.

Depois de subir o Wayna Picchu, observando Machu Picchu de cima

Machu Picchu vista do Wayna Picchu Cansada depois de subir os 2.700m do Wayna Picchu

Enfim, descendo o Wayna Picchu

Conte pros seus amigos
Share